A Zécarlos também trabalha com as marcas:

Brasileiro já é o 6º maior comprador de imóveis em NY

Postado em: 22 jun 2013 | Por: | 0 comentário | 526 visitas

20.05.13_-_Brasileiro_j_o_6_maior_comprador_de_im_veis_em_NY

O interesse do brasileiro por imóveis em Nova York (NY) vem crescendo e em 2012 o País ocupou a sexta colocação entre os estrangeiros que mais compraram unidades na cidade americana, segundo estudo da consultoria de pesquisas em mercado imobiliário Hibou/Zapt. Com crescimento de 21% na compra de imóveis em NY, a cidade passou a ser a terceira mais buscada por brasileiros, ficando atrás de Miami e de Orlando. De acordo com Leo Ickowicz, proprietário da imobiliária Elite International Realty, que atua nos Estados Unidos há 20 anos, a maior procura está nos imóveis na faixa de US$ 1 milhão.

“Cresceu muito a procura por Nova York porque a cidade sempre esteve na cabeça do brasileiro que deseja ter um apartamento nos Estados Unidos. O que eu sinto é que o brasileiro está tirando cerca de 20% do seu patrimônio e dolarizando isso. Então, por que não dolarizar de uma maneira que se possa usufruir?”, avaliou Ickowicz. O empresário aponta que o brasileiro faz a aquisição pela valorização do dólar e por não existir mais áreas onde Manhattan possa crescer, o que tende a fazer com que o preço do imóvel continue valorizando. Em 2012, foram vendidos, no total, 10.508 imóveis em na cidade, segundo a Hibou/Zapt, sendo que 179 deles foram comprados por brasileiros. Em 2011, esse número era de 10.161 imóveis comercializados, sendo 147 deles para investidores do Brasil.

“A procura maior está nos apartamentos na faixa de US$ 1 milhão. Os imóveis de um quarto e sala, bem localizados em Manhattan, custam em torno de US$ 1 milhão. Uma pessoa rica que quiser investir US$ 1 milhão e usufruir do investimento vai atrás desse imóvel”, completou.

Apesar do crescimento na busca de brasileiros por imóveis em NY, o empresário não acredita que o País suba nesse ranking nos próximos anos. “Acho que manteremos esse ranking. NY tem uma competição muito grande da Europa, China, Coreia do Sul, Índia. Estão bem divididos esses compradores”, afirmou.

A maioria (63%) dos imóveis adquiridos por brasileiros são studios (imóveis de até 40 metros quadrados). O comprador que busca este imóvel são aqueles que vão à cidade para trabalhar e buscam um produto com praticidade. “Existe uma variedade de brasileiros buscando esses imóveis. Algumas pessoas que possuem US$ 200 mil ou US$ 250 mil já conseguem investir fora do País. Muitas vezes, com esse valor aqui no Brasil ele não compra algo bom, mas lá (nos EUA) ele já consegue um apartamento. Todos os locais do Brasil hoje possuem pessoas com potencial para fazer esse investimento nos Estados Unidos”, afirmou Leo. Outros imóveis mais procurados são os que têm metragem entre 110 a 140 metros quadrados – com dois ou três dormitórios. Nesta faixa, o preço da venda parte de US$ 3,8 milhões. Um imóvel de luxo de 440 metros quadrados é avaliado em US$ 30 milhões.

O empresário diz que a tendência é de que o brasileiro que compre um imóvel para usufruir e busque outro para investimento ficando, na prática, com duas aquisições. Muitas vezes isso é feito para quitar as despesas com um dos imóvel fora do País. Segundo Ickowicz, o brasileiro consegue essa renda adquirindo um imóvel comercial com contrato de aluguel já fechado. “O investimento é feito em imóveis que já possuem contrato de aluguel assinado por 20 anos. Em média, esse contrato de aluguel dá o rendimento de 7% ao ano (um imóvel de US$ 1 milhão rende US$ 70 mil ao ano), além de valorizar 5% no mesmo período”, explica. Ele afirma que, com este lucro, o brasileiro consegue pagar viagens, alimentação e gastos da manutenção de seu imóvel residencial. De acordo com ele, os brasileiros com casa em território americano viajam atualmente de quatro a cinco vezes por ano aos EUA.

Investimento mais vantajoso

Leo Ickowicz acredita que atualmente é mais vantajoso comprar um imóvel nos Estados Unidos do que no Brasil. Segundo ele, a tendência é de que o valor dos imóveis no Brasil caia nos próximos anos, já que o valor está próximo do teto. “Atualmente, é mais vantajoso adquirir um imóvel nos EUA. Acredito que o preço do imóvel tenda a cair no Brasil porque já subiu muito nos últimos anos. Lá ainda existe essa tendência de alta no valor por conta da queda de preços no início da crise financeira mundial. Além disso, comprar o imóvel nos EUA é manter sua poupança de dólares valorizada”, disse.

Ickowicz afirma ainda que o brasileiro está ampliando a procura para outros países. “Hoje, temos brasileiros procurando imóveis em Portugal, na Espanha e na França”, disse. Contudo, ele não projetou de quanto será o crescimento da procura de brasileiros por imóveis fora do País. “Para 2013 não temos uma estimativa por causa de inúmeras variáveis, como por exemplo, a situação econômica do Brasil”.

Da Redação, original Terra.

Deixe uma resposta

Desenvolvido por Angelo Márcio O. Araújo para se adaptar a todos dispositivos móveis (responsivo), Todos os direitos reservados

Av. Pres. Getúlio Vargas, 4145
Centro Teixeira de Freitas - BA
Fone: (73)3013-5353 / 3013-5454 / 3263-8353

Contato:

  • Financiamento

  • Aceitamos todos os cartões

Desenvolvido por Angelo Márcio O. Araújo para se adaptar a todos dispositivos móveis (responsivo)
Todos os direitos reservados ©